Prefeitura realiza evento contra abuso e exploração de crianças e adolescentes

Publicado em: 21/05/2018

Atividades e ato público marcam o Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

A Prefeitura de Bragança Paulista, por meio da Secretaria Municipal de Ação e Desenvolvimento Social, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e Conselho Tutelar realizou nos dias 17 e 18 de maio, atividades e ato público sobre a conscientização do tema, com envolvimento dos profissionais da rede e munícipes em geral.

Participaram do ato o Vice-Prefeito Amauri Sodré da Silva, representando o Prefeito Jesus Chedid, a Secretária Municipal de Ação e Desenvolvimento Social Margarete Alvarenga, a presidente do Fundo Social de Solidariedade e da Coordenadoria da Mulher Francine Pereira, a Presidente da Câmara Municipal Beth Chedid, a Coordenadora do Conselho Tutelar Marisa Lima, representantes de ONGs e demais convidados.

No dia 17, foram realizadas duas palestras de capacitação envolvendo a rede municipal e segmentos da sociedade no Núcleo de Apoio ao Professor e Aluno (NAPA). No dia 18, na Praça Raul Leme, aconteceu um ato público sobre a conscientização do tema, com a presença de profissionais da rede e representantes da municipalidade, do setor empresarial, organizações da sociedade civil e militar e demais parceiros que aderiram à campanha.

A Secretaria Municipal de Ação e Desenvolvimento Social afirma a importância deste tipo de evento para que a população saiba mais o tema. A Administração Municipal está dando apoio com a oferta de serviços envolvendo toda a sociedade civil e OSC´s para protegê-los do abuso e exploração sexual buscando garantir um desenvolvimento de forma protegida e segura. 

Desde o início da gestão, a atual Administração Municipal realiza campanhas no sentido de proteger, respeitar, orientar e garantir os direitos da criança e adolescente buscando combater o trabalho infantil, a violência sexual, uso de álcool e outras drogas, crianças em situação de rua além de campanhas de eventos sociais, esportivos e culturais que envolvem os menores.

Segundo a Coordenadoria do Conselho Tutelar, em Bragança Paulista, no período de maio de 2017 a maio de 2018,foram registrados 97 casos, sendo 63 casos de crianças na pediatria e 34 casos de adolescentes de 14 a 18 anosgerando uma média de 08 casos por mês. “A nossa preocupação é que esses números são de casos notificados, mas se houvessem mais denúncias sobre abusos e explorações, com certeza, os números seriam maiores. Vale salientar que 65% dos casos acontecem no entorno da família. Por isso é muito importante saber quem a família coloca dentro de casa”, afirmou a Coordenadora do Conselho Tutelar Marisa Ferreira de Lima.

A proposta do Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes é mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes e foi escolhida como dia de mobilização contra a violência sexual porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Este era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que teve todos os seus direitos humanos violados, foi raptada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade.

Desde 2009, a campanha utiliza como símbolo uma flor, como uma lembrança dos desenhos da primeira infância, além de associar a fragilidade de uma flor com a de uma criança. O desenho também tem como objetivo proporcionar maior proximidade e identificação junto à sociedade, proximidade e identificação com a causa. A campanha é realizada pelo Comitê Nacional de Enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e ECPAT Brasil, em parceria com a SNDCA, o Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), Polícia Rodoviária Federal e ChildHood.