Prefeitura dá início ao curso de cultivo de tomate orgânico

Publicado em: 07/06/2018

Iniciativa é uma parceria da Prefeitura de Bragança Paulista com o Serviço de Aprendizagem Rural (SENAR) e o Sindicato Rural de Bragança Paulista.

Na manhã desta quinta-feira (07/06), a Prefeitura da Estância de Bragança Paulista, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento dos Agronegócios, em parceria com o Serviço de Aprendizagem Rural (SENAR) e o Sindicato Rural de Bragança Paulista, deram início ao curso de Cultivo de Tomate Orgânico.

Essa capacitação está sendo realizada no Sítio São Cosme e Damião, que fica localizado no bairro Estiva do Agudo, pela Engenheira Agrônoma e instrutora do SENAR, Flávia Sellmer Antoni. O curso terá duração de seis meses, com duas aulas por mês, às quintas e sextas-feiras, das 8h às 17h, com uma hora de almoço.

Os quinze alunos inscritos participarão de aulas práticas e teóricas, divididas em seis módulos: 1. Preparo de solo; 2. Plantio; 3. Condução da planta; 4. Pragas, Doenças e Tratos Culturais; 5. Colheita e 6. Comercialização. Segundo a professora Flávia Sellmer Antoni, “devido ao alto nível de veneno e adubo químico usado na plantação de tomates, os orgânicos têm sido muito procurados por restaurantes, feiras do produtor rural e pessoas no geral. Através desse curso, temos o objetivo de instruir os alunos para que se profissionalizem e aumentem sua renda”.

Na semana passada, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento dos Agronegócios enviou funcionários e maquinários próprios para a preparação do local. Nesta primeira aula, os alunos realizaram a coleta de amostras do solo, que será enviado para análise em nível macro e micronutrientes, além do pH. No final do curso, em novembro, os alunos realizarão a colheita dos frutos que serão divididos entre eles.

Desde novembro do ano passado, a Administração oferece de maneira gratuita o serviço de análise e recomendação de solo, para facilitar, incentivar e melhorar a produtividade. Os interessados devem procurar a Secretaria de Agronegócios. Lá as amostras são embaladas em um recipiente com as informações do produtor e da propriedade e, em seguida, encaminhados para a análise de solo, que possui o prazo de, aproximadamente, 20 dias para ficar pronta.

Para mais informações, a Secretaria está situada no Parque de Exposições Dr. Fernando Costa (Posto de Monta) e o telefone para contato é 11 4035-7670.