Prefeitura contribui com a qualidade de vida de pacientes do SUS

Atualizado em: 19/06/2018

Administração Municipal segue realizando a entrega de órteses e próteses a pacientes da rede de saúde pública.

A Prefeitura da Estância de Bragança Paulista, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, realizou nesta segunda-feira (18/06), no Auditório do Complexo Integrado de Segurança, Emergência e Mobilidade – CISEM, mais uma entrega de órteses e próteses a 13 pacientes que necessitavam dos aparelhos.


Foram destinadas 4 próteses transfemurais, 1 tala em lona, 1  parapodium e Órtese Suropodálica (AFO - que em inglês significa A-ankle, F-foot- O- orthosis, ou seja, órtese tornozelo e pé), 4 próteses transtibiais; 1 órtese de abdução do quadril e 2 órteses longas, totalizando em um investimento de R$ 104.220,00, oriundos de recursos próprios da Prefeitura.

A Secretaria Municipal de Saúde destacou a importância deste trabalho que vem sendo realizado pela Administração  e beneficiando as pessoas que necessitam de próteses e órteses, oferecendo os aparelhos que têm como objetivo promover qualidade de vida àquelas que não têm condição de adquirir esses produtos devido ao alto custo. 

A senhora Sueli Mastroroco, esposa do paciente contemplado com uma prótese transfemural, ficou satisfeita com o atendimento que seu marido recebeu de toda equipe da Secretaria Municipal de Saúde, e que essa atitude oferece melhor qualidade de vida aos pacientes. “Só tenho que agradecer e cumprimentar à Prefeitura pela atenção, carinho e respeito que tiveram com o meu marido, no atendimento e pela prótese, sem ter que ficar muito tempo aguardando”.

A Administração Municipal segue empenhada em atender bem à população. Foram realizados todos os trâmites legais para garantir esses aparelhos de qualidade aos pacientes que tanto precisam. Outras entregas de aparelhos estão previstas ainda para esse ano, para atender o maior número possível de pacientes no município. Do ano passado até o momento, a Prefeitura atendeu 43 pessoas com próteses e órteses e 14 pessoas com cadeiras de rodas especiais, totalizando em um investimento de cerca de R$ 405 mil.