Reunião da Comissão de Intergestores da Regional de Bragança é realizada no município

Publicado em: 05/07/2018

Os encontros constituem-se de um espaço de planejamento, pactuação e cogestão solidária entre os gestores municipais da área da saúde.

Na tarde desta quarta-feira (04/07), no Auditório Vereador José Nantala Bádue na Câmara Municipal de Bragança Paulista, foi realizada a reunião da Comissão de Intergestores da Regional de Bragança (CIR), com o intuito de debater pautas de relevância na Saúde. Na ocasião, a Diretora do Departamento da Regional de Saúde de Campinas (DRS VII), Mirella Povinelli, deu início à reunião.

Começou falando sobre o último encontro com a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, onde foram estabelecidas prioridades no que se refere à oncologia, regulação e regionalização da saúde. "É essencial que o estado e os municípios andem juntos para que possamos trabalhar em rede”, afirmou Mirella.

A Diretora do Grupo de Vigilância Epidemiológica XVII, Márcia Regina Pacóla, trouxe os informes sobre as situações de arboviroses, especificamente dengue, que tem causado preocupação devido alta incidência em alguns municípios, onde 4.941 casos foram notificados. Márcia também trouxe a atualização da vacina contra a gripe feita em (02/07): Crianças (62,98%), trabalhador da saúde (88,67%), gestantes (62,10%), puérperas (104,85%), idosos (93,42%) e professores (114,41%), totalizando 84,09% da meta estipulada.

Outro assunto pautado foi o Projeto de Qualificação da Atenção à Saúde Bucal, do Departamento Regional de Saúde de Campinas (DRS VIII). O projeto visa qualificar as equipes de saúde bucal (dentistas e auxiliares), na tentativa de melhorar a resolutividade do serviço.

Logo após, houve os informes e discussões do Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo (COSEMS), Atenção Básica, Assistência Farmacêuticas, Saúde Mental, Cirurgias Eletivas, Resolução CIT n° 10 e Resolução CIT n° 37 e a homologação de uma emenda parlamentar para o município de Atibaia.

A CIR é um órgão de instância colegiada, não paritário, de natureza permanente, cujas decisões são tomadas por consenso, em conformidade com as disposições estabelecidas pelo Pacto pela Saúde – Portaria GM/MS 399 de 22 de fevereiro de 2006 – constituindo-se em um espaço de planejamento, pactuação e cogestão solidária entre os gestores municipais. O encontro acontece uma vez por mês e, cada um deles, é sediado em uma das 11 cidades que fazem parte da Regional de Saúde de Bragança Paulista.