Empresa de telefonia atrasa obras da Praça 9 de Julho por 90 dias

Publicado em: 26/07/2018

Transferência de cabeamento telefônico extrapola prazo estipulado por empresa comprometendo andamento das obras na região

Visando melhorias essenciais, principalmente na segurança, em um dos locais de grande fluxo de veículos na cidade e estratégico do ponto de vista da mobilidade urbana, a Administração Municipal trabalhou muito na recuperação dos recursos para a concretização das mudanças viárias e de urbanização da Praça Nove de Julho.

Foi um trabalho incessante das Secretarias Municipais envolvidas, desde o processo licitatório até o acompanhamento das obras, passo a passo com planejamento visando causar o mínimo de desconforto possível à população. Porém, como toda obra e mudança, o processo de transição requer adaptação e mudança de hábitos para adequar a fluidez no trânsito garantindo segurança.

Por se tratar de local com grande circulação, a Administração Municipal determinou que os serviços fossem divididos em etapas no que cabe às obras viárias e posteriormente seria feita a urbanização. A FBF Construções e Serviços Eireli – EPP, empresa responsável pelas obras viárias e revitalização da praça, realizou as primeiras etapas seguindo o cronograma proposto - asfaltamento da faixa adicional, construção das guias e deu início à retirada darotatória e adaptação viária.

Durante o processo, em abril foi identificada uma caixa subterrânea de telefonia pertencente à empresa Vivo, que deveria ser remanejada, pois ficaria na faixa de rolamento, e seria necessária a interrupção e/ou desvio do trânsito para eventuais manutenções.

Imediatamente, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Obras, entrou em contato com a empresa de telefonia para tomar as devidas providências. Após contato e encaminhamento de diversos setores, visita de representantes da empresa no local e direcionamento ao setor responsável, foi enviado ofício à Gerência de Projetos solicitando o remanejamento da referida caixa no dia 02 de maio. A empresa entregou o projeto executivo no dia 24/05, com prazo de 20 a 25 dias de execução. A Administração analisou e aprovou o projeto, autorizando o início imediato dos serviços no dia 28/05.

Vivo iniciou o remanejamento no dia 05/06/2018 em virtude da paralisação dos caminhoneiros. Alegando atraso por conta de diversos procedimentos burocráticos da empresa de telefonia junto à Anatel, o remanejamento da caixa demorou mais tempo que o previsto, o que levou a Administração a notificar a empresa. Segundo André Carlos Moraes, gerente regional da empresa, o processo de transferência dependia de questões de programação junto à Anatel para minimizar o impacto para os clientes dos bairros, já que os mesmos ficam sem o fornecimento dos serviços da empresa durante a transição.

A Secretária Municipal de Obras, no dia 13/07, em reunião com André Carlos Moraes, Gerente de Modernização e Implantação de Redes da Vivo, recebeu a informação que até o dia 22 o processo estaria concluído, e com isso, a FBF poderia finalizar as obras na rotatória mencionada e liberar a pista nova. O fato é que neste dia ainda faltava um cabo de fibra ótica e o procedimento não foi finalizado, prometendo a empresa a dar fim ao remanejamento nesta quarta-feira 25/07/2018.

Durante o período, a obra na rotatória teve que ficar paralisada. A empresa FBF pode dar continuidade ao trabalho no início desta semana. Na segunda-feira (23/07), a Administração Municipal esteve no local para verificar o andamento das obras, acompanhado de Fabiano Filardi, responsável pela empresa FBF. Fabiano informou que durante esta semana seria feita a limpeza da pista e as máquinas dariam continuidade às obras na rotatória, implantação de guias, sarjetas e asfaltamento, concluindo as mesmas até o final de semana.

Finalizado o processo, as alterações e liberação da pista nova poderão ser realizados para adequar o trânsito e o fluxo da região. A Secretaria de Mobilidade Urbana está elaborando um projeto com as sinalizações e direções do fluxo para divulgação e orientação dos motoristas. Além disso, segundo a Secretaria de Mobilidade Urbana, a partir do dia 30 de julho, entra em operação o sentido "mão única" nas ruas Alpheu Grimello e Teixeira, e o motorista passa a utilizar a Alpheu Grimello somente sentido Bairro Santa Helena e a Rua Teixeira somente sentido 9 de Julho.

Lembrando aos motoristas que descem das ruas Arthur Siqueira ou Teixeira, a conversão para a esquerda sentido Avenida dos Imigrantes/Circuito das Águas foi interditada de forma definitiva conforme projeto inicial, assim, os motoristas deverão realizar o retorno na rotatória seguinte, próxima ao Habib´s para acessar estas vias. A Secretaria de Mobilidade Urbana orienta os motoristas a realizarem o acesso pela Avenida Europa, como rota alternativa.