Administração Municipal trabalha para preservar e revitalizar cartão-postal da cidade

Publicado em: 14/11/2018

Com o encerramento das obras de desassoreamento, Prefeitura intensifica ações em prol da contenção de sedimentos no local.

Um dos trabalhos mais intensos realizados pela Administração do Prefeito Jesus Chedid e Vice Amauri Sodré é a retomada de obras importantes para a cidade, como o caso das que envolvem a recuperação, preservação e revitalização do cartão-postal do município – o Lago do Taboão. Um dos maiores pontos turísticos de Bragança foi neglicenciado por anos e, hoje, é uma das prioridades desta gestão.

Desassoreamento do Lago

O desassoreamento do Lago do Taboão foi um dos projetos que se arrastou ao longo dos anos sem uma definição. Precisou a nova gestão assumir e empregar grandes esforços nas tratativas junto ao Governo Estadual na recuperação do convênio vencido e dos recursos destinados ao referido serviço no Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos – DADETUR, vinculado à Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo.

Nesses passos iniciais e durante os ajustes necessários, a Prefeitura de Bragança Paulista contou com o trabalho do Deputado Estadual Edmir Chedid nas agendas e audiências no órgão estadual junto aos técnicos e responsáveis. Após muitas tratativas, foi possível o avanço no projeto com a licitação e a contratação da empresa Submar Serviços Subaquaticos Ltda. para a execução das obras.

A empresa seguiu o projeto executivo de engenharia apresentado pela Falcão Bauer, conforme parecer técnico do IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas, que abrange a descrição e justificativa técnica dos métodos que foram adotados, definição dos limites de intervenção, mapeamento dos locais onde houve retirada de sedimentos e caracterização detalhada sobre o processo de remoção dos sedimentos. Os serviços estão em fase final com a remoção dos sedimentos retirados da ensecadeira, onde passaram pelo processo de decantação.

Contenção de sedimentos

Com a finalização das obras de desassoreamento, a preocupação da Administração é preservar todo o trabalho realizado evitando novos assoreamentos no local. Nesse sentido, uma reunião foi realizada na última sexta-feira (09/11) com os Secretários Municipais Aniz Abib Junior (Serviços), Cristhian Conte (Desenvolvimento Econômico e Setor de Convênios), Darwin da Cruz Gonçalves (Administração), José Galileu de Mattos (Chefe de Gabinete), Paulo Armando (Obras), Tiago José Lopes (Assuntos Jurídicos), Jocimar Bueno do Prado (Especial de Gabinete) e Alexandro de Souza Morais (Meio Ambiente) para tratar da implantação das caixas de contenção nas imediações do Lago.

As caixas de contenção atuarão de forma a captar materiais carreados na drenagem de águas superficiais e o carreamento natural de solos provenientes do fluxo natural de água. Serão duas caixas, uma na altura da “Padoka”, cuja obra será realizada pela Secretaria Municipal de Serviços, que já iniciou os serviços no local, e outra na altura da Rotatória São Francisco (próximo ao Habib’s), por meio de empresa contratada. A abertura da licitação para a contratação da empresa especializada acontecerá no dia 23 de novembro, às 9h30, no setor de Compras e Licitações da Prefeitura.

Intervenções na região do Posto Capivarão

A Administração também trabalhou muito para colocar fim a demanda de anos com problemas de enchentes na região do Posto Capivarão e Rua Francisco Luigi Picarelli, no Santa Helena. A Secretaria Municipal de Serviços executou serviços na via com limpeza, tubulação entre outros, e a Prefeitura interveio junto as partes litigantes para que realizassem um acordo visando a realização imediata das obras necessárias para evitar as enchentes na ação judicial movida por moradores das redondezas em processo que se arrastava por muitos anos.

As obras que colocarão fim a problemática do aterramento responsável pelo represamento das águas do ribeirão que liga o Lago do Santa Helena e Lago do Taboão seguem em fase final. Paralelo a isto a empresa João R. Valle & Cia Ltda, também após interferência da Prefeitura, esta realizando as obras de desobstrução de galerias de águas pluviais da área do Telha Norte, que represavam as águas oriundas da margem oposta da Variante do Taboão.

Pensando na preservação do complexo que envolve a bacia do Taboão, a Prefeitura também pretende intensificar ação nas demais áreas da bacia na cabeceira do Lago do Taboão a fim de proteger o local e desenvolver plantios e ações para a manutenção da mata ciliar.

Também na sexta-feira, os secretários municipais que participaram da reunião sobre o Lago do Taboão foram até o local observar o andamento dessas obras.

Revitalização do Lago do Taboão

O Lago do Taboão é área estratégica para o município de relevante interesse turístico, e a Administração municipal não medirá esforços para executar todas as melhorias que local necessita. Por isso, ainda prevê obras para a revitalização de todo o entorno do Lago, em duas fases, um investimento de cerca de 10 milhões de reais. Os recursos também são oriundos do DADETUR, cujo trabalho de regularização dos convêniosfirmados em 2012 e 2016 também foram intensos.

As tratativas junto ao Governo Estadual exigiram grande engajamento da Administração Municipal e do Deputado Estadual Edmir Chedid, foram várias reuniões na Secretaria de Turismo e na sede do DADETUR que resultaram no melhor para a cidade – a retomada dos convênios.

O projeto prevê diversas melhorias no entorno do Lago com a instalação de equipamentos de lazer e prática de atividades físicas, pistas de caminhada e ciclismo, revitalização, paisagismo e mais caixas de contenção de sedimentos.

Todos os trabalhos na região enriquecerão a estrutura do Lago do Taboão, a oferta de lazer e entretenimento à população, favorecerá o turismo, preservará o meio ambiente e agregará valor à cidade.

14.11.2018 Lago do taboão (4) - ok.JPG