Administração retomará obras do Parque Ecológico no Tanque do Moinho

Publicado em: 05/04/2019

Na próxima semana, será dada a ordem de serviço para a nova empresa vencedora da licitação dar andamento às obras.

Na próxima semana, no dia 12 de abril, a Administração Municipal dará a nova ordem de serviços à empresa CAT Engenharia, vencedora da licitação no valor de R$2.147.171,06. Os recursos fazem parte da lista dos recuperados pela Administração do Prefeito Jesus Chedid por meio de tratativas junto ao Governo Estadual, trabalho que teve a ajuda do Deputado Estadual Edmir Chedid.

Após uma rescisão amigável com a empresa IFS Construções, a Prefeitura de Bragança Paulista, por meio da Secretaria de Obras, realizou um ajuste na planilha do projeto e lançou nova licitação para garantir a conclusão das obras para a recuperação de área degradada situada no Tanque do Moinho com a implantação de um Parque Ecológico.

Os recursos para o Parque são oriundos do Fundo Estadual de Defesa dos Interesses Difusos – FID, vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania. O Fundo é mantido por ações civis públicas e seus recursos financiam projetos que tenham como objetivo a preservação e reparação de danos causados ao meio ambiente, ao consumidor, ao patrimônio histórico, turístico e paisagístico, visando o atendimento da coletividade e não de um grupo específico.

As obras no Tanque do Moinho visam a recuperação de área degradada situada na Alameda XV de Dezembro, esquina com a Rodovia João Hermenegildo de Oliveira, com a implantação de um parque ecológico. O projeto, além da implantação do Parque Ecológico prevê a construção de um Espaço Comunitário de Educação Socioambiental, de um Viveiro Escola, de um Espaço de Convivência, além das portarias, salas da administração, banheiros públicos, obras de infraestrutura do parque e aquisição de equipamentos e materiais permanentes.

O local também abrigará a sede do ECOA - Espaço Comunitário de Aprendizagem, uma instituição sem fins lucrativos focada no acolhimento afetivo e de aprendizado de crianças e adolescentes da comunidade carente, que possui termo de colaboração com a Prefeitura para o desenvolvimento de atividades na assistência social. Uma demanda pendente desde 2010.

A Administração Municipal verificou que a área do lago do Tanque do Moinho encontra-se com impactos ambientais e sociais sérios que faz parte da região periférica da cidade com uma dinâmica de ocupação crescente, onde a comunidade possui poucas opções de locais de lazer ou de socialização. Por isso, trabalhou muito para dar andamento no projeto e retomar as obras o quanto antes.

Pretende-se com este projeto de recuperação da vegetação e implantação do Parque Ecológico criar condições favoráveis ao lazer saudável e a aprendizagem integrada, melhorando a qualidade de vida da comunidade diretamente envolvida.