Reservatório de Detenção de Cheias: obras em andamento no Santa Helena já mostram resultados

Atualizado em: 08/04/2019

Piscinão já consegue reter grande volume de água durante chuva do final de semana.

As obras do reservatório de detenção de cheias que está sendo implantado no Jardim Santa Helena, executada pela Secretaria de Serviços com o acompanhamento da Secretaria de Obras, continuam em andamento e, mesmo não finalizadas, já estão trazendo benefícios e produzindo resultados satisfatórios. 

O “piscinão”, implantado na altura da Rua Francisco Luigi Picarelli em área desapropriada pela Prefeitura, conseguiu conter as águas das chuvas do último final de semana (dias 6 e 7 de abril), liberando a vazão da água em menor velocidade de forma que o sistema de drenagem local suporte, evitando o acúmulo de água nos locais adjacentes e combatendo as enchentes entre a Rua Luigi Picarelli e a cabeceira sul do Lago do Taboão. 

A Prefeitura de Bragança Paulista segue executando as ações estabelecidas no Plano de Governo da Administração do Prefeito Jesus Chedid e Vice Amauri Sodré em prol do combate às enchentes que assolam a cidade e causam transtornos à população. A Administração Municipal trabalha com três frentes simultaneamente: as obras de contenção do assoreamento na região do Lago do Taboão e construção de bacias de contenção; a desobstrução dos ribeirões e limpeza dos bueiros; e o financiamento de 30 milhões do projeto de macrodrenagem do município. 

Para prevenir futuros assoreamentos no Lago do Taboão e entorno obras importantíssimas de implantação de um sistema de proteção contra o acúmulo de sedimentos serão realizadas. A licitação para a contratação da empresa que executará esses serviços será aberta no dia 12 de abril, sexta-feira, às 9h30. 

A Secretaria de Serviços diariamente executa diversos serviços por toda a cidade visando a limpeza dos bueiros, bocas de lobo, desobstrução dos ribeirões, manutenção de tubulações e dos sistemas de drenagem das águas pluviais. 

Além dessas iniciativas, a Prefeitura também conseguiu a aprovação do Legislativo para a contratação da operação de crédito junto à Caixa Econômica Federal no valor de aproximadamente R$30 milhões para a execução do projeto de macrodrenagem que deve solucionar de vez os problemas das enchentes no município, pelas próximas décadas.