Prefeitura abre licitação para o sistema de proteção contra o assoreamento do Lago do Taboão

Publicado em: 12/04/2019

Três empresas participam do certame para uma obra importante para o sistema de drenagem do Taboão.

Na manhã desta sexta-feira (12/04), a Prefeitura de Bragança Paulista, por meio da Secretaria de Administração e Divisão de Licitação, Compras e Almoxarifado, abriu a sessão da tomada de preço destinada à contratação de empresa especializada para a execução das obras, implantação do sistema de proteção contra o assoreamento do Lago do Taboão, neste município. 

Três empresas participam do certame: 1. Jofegê Pavimentação e Construção; 2. CAT Engenharia e Construção; e 3. TERA Incorporadora e Construtora. 

Para conter o assoreamento na região do Lago, a Administração pretende construir Bacias de Retenção e Sedimentação dos Sólidos adequadas para que possam ser periodicamente limpas sem que permitam a passagem dos sólidos para o Lago do Taboão. Essas bacias de sedimentação e retenção de sólidos foram projetadas em locais adequados, sem interferências nas construções existentes, áreas verdes instituídas de loteamentos, e, evitando-se supressão de vegetação desnecessariamente. 

O projeto apresentado pela Kingline – Consultoria em Soluções de Engenharia, traz as bacias de retenção que serão implantadas e diretrizes para a manutenção e limpeza visando ao bom funcionamento do sistema de retenção de sólidos para proteção do Lago do Taboão. Serão: 

- Bacia de Retenção S2 (gabiões) – na entrada do Lago do Taboão antes da travessia sob a Avenida Alpheu Grimello; 

- Caixa de Retenção S3 (concreto armado) – antes da confluência entre o Afluente 1 e o Lago do Taboão na rotatória da Avenida Dom Pedro I; 

- Bacia de Retenção S5 (gabiões) – imediatamente antes da confluência entre o Afluente 2 e o Córrego do Taboão, nas margens da Avenida Dom Pedro I;

- Caixa de Retenção S6 (concreto armado - existente) – imediatamente antes da confluência entre o Afluente 3 e o Lago do Taboão, nas margens da Avenida Dom Pedro I, onde já existe uma Caixa de Retenção de Sólidos. 

A Prefeitura de Bragança Paulista tem observado que as grandes vazões de chuvas críticas que passam pelo Lago do Taboão na área central da cidade estão colocando em risco as residências e equipamentos públicos de jusante. Para evitar o agravamento desses riscos e proteger a região contra enchentes e alagamentos, surgiu a ideia de se utilizar parte do volume do Lago do Taboão como reservatório de amortecimento dos picos de cheias.