Obras no Centro Cultural seguem aceleradas e parte civil deve terminar em 40 dias

Atualizado em: 31/07/2019

Prefeito Jesus Chedid vistoria andamento dos serviços no prédio do antigo Teatro Carlos Gomes acompanhado dos Vereadores e de veículos de comunicação.

O sonho da restauração do prédio do antigo Teatro Carlos Gomes e retomada das atividades culturais com lazer e entretenimento no local está cada vez mais perto da realidade para a população bragantina. As obras seguem aceleradas e o Prefeito Jesus Chedid já anuncia a próxima etapa para a conclusão da reforma e início das atividades no grande Centro Cultural de Bragança Paulista.

Trata-se de um grande passo que a atual Administração deu para deixar uma marca histórica na cultura e turismo da cidade, recuperando a vocação original do prédio como um centro difusor de diversas manifestações culturais de referência nacional. 

Nesta segunda-feira (29/07), o Prefeito Jesus Chedid e o Vice Amauri Sodré estiveram vistoriando as obras no local acompanhados pelos Secretários, Vereadores e veículos de comunicação. Na ocasião, os engenheiros responsáveis explicaram sobre o andamento dos serviços que seguem o cronograma definido e conclusão prevista para dezembro desta ano. 

O Prefeito anunciou que até o dia 31 de julho a Secretaria Municipal de Obras entrega o relatório com a definição da parte final a ser licitada para a conclusão do Centro Cultural, envolvendo mobiliários, equipamentos diversos, cortinas, entre outros elementos. Mais um grande investimento, estimado em 2,5 milhões de reais também com recursos oriundos do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos (DADETUR de 2020), assim como toda a obra no prédio. 

“Estou muito feliz em ver a vida tomando conta desse prédio novamente! Significa muito para a cidade, é um sonho que está se realizando depois de tantos anos, problemas e dificuldades enfrentadas - se passasse mais tempo esse prédio estaria caindo. Por isso é muito importante esse nosso acompanhamento de perto.” comenta Jesus Chedid. Completando com o relato de que a Prefeitura teria que devolver cerca de 12 milhões de reais o Governo do Estado diante da inércia das obras no local com os investimentos aplicados nos anos anteriores, o que dispensou grande articulação do Município e do Deputado Estadual Edmir Chedid - que apoiou a Administração nessa luta - junto ao Governo de SP e aos departamentos envolvidos.

Nesse aspecto, o Vice-prefeito Amauri Sodré relatou sobre as diversas audiências na Secretaria de Turismo do Estado e no DADETUR agendadas pelo parlamentar para que a Administração pudesse reverter a situação do Município. 

Celso Vieira Junior Gerente Comercial e representante da TD Construções (empresa responsável pelas obras) informou que dentro de 40 dias devem terminar a parte civil, que representa os serviços mais densos, entrando na fase de acabamentos gerais em seguida. Mostraram os materiais que estão sendo utilizados, pisos e contrapisos em porcelanato e granito, entre outros. 

Além disso, explicaram sobre o reaproveitamento realizado com a madeira original do prédio, datada de meados do século XIX. O madeiramento do telhado, de peroba-rosa, foi retirado do local e passou por diversas fases de recuperação e tratamento para ser utilizado nas janelas que serão instaladas, agregando ao processo de restauração dos componentes originais da construção. 

“É uma grata surpresa! Olhando de fora não se avalia o tanto que já foi feito”, comenta a Presidente da Câmara Municipal Beth Chedid. 

A obra segue o projeto do arquiteto Affonso Risi Junior, que buscou resgatar as estruturas originais do prédio, com reaproveitamento do espaço e a integração de novas funções, transformando-o em um Centro Cultural. 

Os componentes que integram o projeto desse Centro Cultural são: saguões, átrio, teatro de arena para 100 espectadores, galeria de arte, salões de exposições, salas para oficinas, workshops e cursos, recepção, pátio, guarita, sanitários, camarins, 8 salas de aula, administrativo, secretaria, elevadores, Teatro Carlos Gomes para 284 espectadores com mezaninos, sala de apoio, Secretaria de Cultura e Turismo, biblioteca adulta com acervo para 22.500 livros e biblioteca infantil mais sala de leitura, salão de atos públicos, elevador panorâmico, entre outros espaços totalmente adaptados para acessibilidade. 

A Administração reforçou a efetividade do sistema diferenciado de gerenciamento das obras, com a contratação da empresa Kingline – Consultoria em Soluções de Engenharia para o acompanhamento diário de todos os avanços nas obras com relatórios completos e detalhados. Esse modelo está sendo adotado em outras grandes obras na cidade como a fase 1 de revitalização do Lago do Taboão, as obras de combate ao assoreamento do Lago do Taboão com a instalação das caixas de contenção e a cobertura de parte da arquibancada do Estádio Municipal Cícero de Souza Marques. 

Por fim, o Prefeito também anunciou que outras visitas deverão ser realizadas no local para acompanhamento das obras; medida que será adotada também em outros grandes empreendimentos em construção pela cidade. 

Acompanharam a vistoria das obras o Prefeito Jesus Chedid, o Vice Amauri Sodré, os Secretários Municipais Vanessa Nogueira (Cultura e Turismo), Darwin da Cruz Gonçalves (Administração), Marcos Tasca (Governo), André Monteiro (Obras), Rodrigo Dematte (Desenvolvimento Econômico/Convênios) e Jota Malon (Especial de Gabinete), Celso Vieira Junior Gerente Comercial e representante da TD Construções, Redes e Instalações de Gás Eirelli (empresa responsável pelas obras), os engenheiros Abner, Fábio e William da empresa Kingline – Consultoria em Soluções de Engenharia (que realiza o gerenciamento dos serviços executados) e veículos de comunicação em geral. 

Além deles, os vereadores Beth Chedid, Paulo Mário, Dr. Cláudio, Fabiana Alessandri, Natanael Ananias, Antonio Bugalu, Basílio Zecchini,  José Gabriel, Ditinho Bueno, Cláudio Moreno, Rita Leme e Marcolino.