Com base na nova Lei Federal, Administração encaminha primeiro paciente para internação voluntária

Atualizado em: 10/09/2019

Com o propósito de afastar o indivíduo das drogas, promover mudança em seu estilo de vida na forma de ser e agir, de modo a criar hábitos saudáveis, a Prefeitura de Bragança Paulista, por meio das Secretarias de Saúde e de Ação e Desenvolvimento Social, realizou na última sexta-feira, (06/09), o primeiro encaminhamento de paciente para internação voluntária em Comunidade Terapêutica, de acordo com a Lei Federal nº 13.840 de 5 de julho de 2019.

A Secretária Municipal de Saúde, Marina de Oliveira explicou que as internações voluntárias de pessoas em situação de rua e dependentes químicos ocorrerão na Comunidade Terapêutica Nova Esperança, em São José dos Campos.

Este foi o primeiro encaminhamento. Em breve acontecerão mais três. O tratamento tem duração média de 4 a 6 meses com uma equipe multiprofissional. Ao final, o paciente retorna preparado para ser reintegrado ao mercado de trabalho e ao seguimento ambulatorial no CAPS – AD de Bragança Paulista”, finaliza.

A Administração Jesus Chedid e Amauri Sodré tem realizado diversas ações de abordagem social com intuito de restabelecer o vínculo familiar e garantir a dignidade das pessoas em situação de vulnerabilidade. São oferecidos acolhimentos no Albergue Municipal e no dia seguinte encaminhamento ao Centro POP e demais serviços do município, de saúde e outros que se tornarem necessários a cada caso.

A Prefeitura de Bragança Paulista orienta a população que não dê esmolas, mas encaminhe essas pessoas para a Assistência Social, por meio do Centro Pop (4032-6400), Abordagem Social (94319-3739) ou Guarda Civil Municipal (153).