Eleição do Conselho Municipal de Política Cultural renova a diretoria

Publicado em: 16/09/2019

O Conselho estreita as relações entre a Administração Municipal e a sociedade civil ligados à cultura.

Visando fortalecer a relação entre a Administração Municipal e os setores da sociedade civil ligados à cultura, o Conselho Municipal de Política Cultural de Bragança Paulista (CMPC) é um instrumento democrático e participativo que, além de estreitar o contato entre o Poder Público e a sociedade civil, ajuda a fortalecer e a debater sobre ações culturais no município.

No decorrer da 13ª reunião ordinária do CMPC, os conselheiros ficaram cientes sobre o andamento dos procedimentos deliberados pelo Conselho como utilização de recursos do Fundo Municipal de Cultura, os cursos fornecidos à população e editais.

Em vista do término do mandato dos atuais ocupantes, Shélida Almeida (presidente) e Ivan Montanari (secretário), os conselheiros presentes realizaram uma votação para eleger os novos representantes do conselho. A partir de 25 de setembro de 2019 até 25 de setembro de 2020, a banca será composta por Ana Lúcia Pereira (presidente), funcionária pública há 28 anos, com mais de 20 anos na área cultural, no qual, em 2013, iniciou a implantação do sistema nacional de cultura no município, Ivan Montanari (vice-presidente), Fabiano Pires, Shélida Almeida e Jeison Domingues (diretoria executiva).

Segundo a Secretária de Cultura e Turismo Vanessa Nogueira, “hoje está sendo reconhecido o trabalho e o conhecimento que a Ana Lúcia possui, independente do cargo como Presidente, ela sempre esteve presente para auxiliar todos os conselheiros. Desejo sorte e sucesso nessa nova etapa e que possa conduzir o conselho da melhor forma possível”.

A nova Presidente obteve os votos da maioria das cadeiras representadas, tanto do Poder Público, quanto da sociedade civil e salienta que “o Conselho Municipal de Política Cultural vem numa jornada incansável desde sua implantação, em especial essa última formação que fez um ano de mandato. Fazer parte desse conselho já é uma honra, presidi-lo é uma hora dobrada. É um conselho que trata com zelo das políticas culturais do nosso município e como servidora pública há 28 anos, dentre eles mais de 20 na Secretaria de Cultura e Turismo, trago como expectativa o anseio de colaborar e somar a este seleto corpo de conselheiros nas ações futuras. As conquistas foram muitas, mas tem muito a ser feito e a diretoria eleita está empenhada no sentido de fazer esse conselho caminhar a passos largos neste processo cultural”.