Ações de apoio social seguem com frequência em Bragança Paulista

Atualizado em: 18/10/2019

Visando restabelecer o vínculo familiar e garantir a dignidade das pessoas em situação de vulnerabilidade social, a Administração Municipal, por meio das Secretarias de Ação e Desenvolvimento Social (SEMADS) e Saúde, realiza continuamente um trabalho de abordagem social aos moradores de rua, cujas atividades noturnas contam com apoio da Secretaria de Segurança e Defesa Civil através da Guarda Civil Municipal. 

Na última segunda-feira (14/10), foram abordadas 21 pessoas em situação de rua: 10 foram acolhidas ao Albergue Municipal, 01 foi encaminhada aos familiares e 10 eram usuárias de álcool e droga, deixando o local após abordagem. 

Na terça-feira (15/10), foram abordadas 18 pessoas em situação de rua: 02 foram acolhidas ao Albergue Municipal, 01 encaminhada aos familiares e 15 eram usuárias de álcool e droga, deixando o local após abordagem. 

Na quarta-feira (16/10), foram abordadas 26 pessoas em situação de rua: 07 foram acolhidas ao Albergue Municipal, 01 encaminhadas aos familiares e 18 eram usuárias de álcool e droga, deixando o local após abordagem. 

Na quinta-feira (17/10), foram abordadas 34 pessoas em situação de rua: 02 receberam passagens para cidade de destino, 12 foram acolhidas ao Albergue Municipal, 01 encaminhada aos familiares e 19 eram usuárias de álcool e droga, deixando o local após abordagem. 

Nestas ações, são oferecidos acolhimentos no Albergue Municipal e no dia seguinte encaminhamento ao Centro POP e demais serviços do município, de saúde e outros que se tornarem necessários a cada caso. A Prefeitura de Bragança Paulista orienta a população que não dê esmolas, mas encaminhe essas pessoas para a Assistência Social, por meio do Centro Pop (4032-6400), Abordagem Social (94319-3739) ou Guarda Civil Municipal (153). 

A Secretária Municipal de Ação e Desenvolvimento Social Margarete Alvarenga ressalta que na parceria entre a SEMADS, Secretaria de Saúde e Secretaria de Segurança e Defesa Civil, é ofertado, além das Abordagens Sociais, a garantia de acesso ao tratamento de saúde para os usuários de droga e álcool, ampliando, assim, as possibilidades de superação dessa condição de risco e vulnerabilidade.