Documentário Vou rifar meu coração é o próximo filme do Bate-papo de cinema Pontos MIS

Com o intuito de fomentar ações culturais no município, o Museu da Imagem e do Som (MIS), instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, em parceria com a Prefeitura de Bragança Paulista, promove mais uma edição do programa digital no Youtube: bate-papo de cinema.

Na edição deste sábado (02) o MIS, em parceria com a SPCine Play, exibe, às 16h, o documentário Vou rifar meu coração, obra cinematográfica brasileira dirigida por Ana Rieper.

Em seguida, às 18h, acontece o bate-papo ao vivo com o público no canal do MIS no Youtube, com mediação de Bruno Cucio, produtor e professor de cinema, participação especial de Ana Rieper, diretora do filme, e Leandro Afonso, professor, pesquisador, crítico e cineasta.

Inscrições

Para assistir ao filme é imprescindível que o interessado(a) preencha o formulário online para se inscrever na sessão (http://twixar.me/jvkT). O acesso à sala de exibição é limitado. Os inscritos receberão o link para assistir ao filme online através do e-mail cadastrado. O projeto é gratuito e integra a campanha #misemcasa.

Sinopse

O filme, premiado no Festival In-Edit Brasil 2012 e AtlantiDoc (Uruguai), aborda o universo do imaginário brasileiro a partir das músicas românticas e conhecidas como brega. Essas músicas surgem nas vidas amorosas do brasileiro, e os fãs do gênero falam sobre momentos de suas vidas em que identificaram com as canções dos ídolos. O documentário também nos apresenta entrevistas com Agnaldo Timóteo, Wando, Amado Batista, Lindomar Castilho, Nelson Ned, Walter de Afogados e Rodrigo Mell.

Podcast - Isso só Acontece em Novela

Integrando a campanha #MISemCASA, projeto que traz conteúdos em diferentes formatos em todas as plataformas digitais do MIS, estreia nesta quinta-feira (30) o podcast Isso só Acontece em Novela.

O programa, que será disponibilizado semanalmente no Spotify da instituição, fará análises críticas referentes ao universo da telenovela brasileira e discutirá a importância dessas narrativas no cenário audiovisual do país.

A cada episódio, o pesquisador e roteirista Lucas Martins Néia e o jornalista e crítico Raphael Scire realizam estudos de casos de obras que entraram no imaginário nacional e que, de alguma forma, refletiram as contradições do Brasil no momento em que foram exibidas.

Ao longo de cada edição, os especialistas analisarão novelas de grande repercussão, desde os anos 1960 até os tempos atuais, tais como Pantanal, Selva de Pedra, O Clone, Senhora do Destino e Roque Santeiro.

Confira a programação:

30 de ABRIL - Por que falar de telenovela?;

7 de MAIO - A telenovela na década de 1960: 2-5499 Ocupado, O Direito de Nascer e Beto Rockfeller;

14 de MAIO - A telenovela na década de 1970: Selva de Pedra, O Bem-Amado e Dancin’ Days;

21 de MAIO - A telenovela na década de 1980: Roque Santeiro, Vale Tudo e O Salvador da Pátria; 28 de MAIO - A telenovela na década de 1990: Pantanal, A Próxima Vítima e Por Amor;

4 de JUNHO - A telenovela na década de 2000: O Clone, Senhora do Destino e Vidas Opostas;

11 de JUNHO - A telenovela na década de 2000: O Clone, Senhora do Destino e Vidas Opostas